Categoria: Economia

É dia de feira

Projeto Som&Sol ocupa a Praça com gente, música e artesanato

A tarde de domingo (17) não prometia absolutamente nada. A cerveja do almoço pesava nas pálpebras e o rescaldo da chuva que tivemos pela manhã inspirava um clima de outono antecipado. Estava nublado e sequer se via fila na avenida, apenas um transitar ocasional de veículos de um lado para o outro. “Que tarde para tirar um cochilo”, provocava, já em “modo avião”, o subconsciente. E, de fato, ele ganhou a parada — pelo menos até que, de um pulo, eu saísse da cama com a urgência de quem tem uma pauta a cumprir. Afinal, era dia de feira.

É feira, mas pode chamar de ocupação do espaço público. É desse jeito que Bruno Juliano Pereira, de 30 anos de idade, vê a coisa. Ele e a esposa Aline Battistotti, de 29, são os organizadores do Som&Sol, que pela sexta vez usou a Praça da Bandeira, em Porto Belo, como ponto de encontro entre artesãos de várias procedências — e seus produtos — e a população local. Ali, onde há o que se poderia chamar de anfiteatro (embora soe pomposo), bandas garantem o devido fundo musical. Não faltam a cerveja artesanal nem os famosos foodtrucks.

Ler mais

E hoje se vai o Tatuíra

Faz um tempo, chamou-me a atenção o fato de uma lanchonete de nome Porto Viking fechar suas portas, após persistir um verão e meio, talvez dois.

Era um gancho irresistível para introduzir um problema que se tornava evidente e que o fotógrafo Gilmar Castro recentemente batizou de “desertificação do Centro”: uma tendência de os pequenos negócios da cidade encerrarem suas atividades, deixando para trás uma quantidade escandalosa de salas vazias e placas de “aluga-se”.

Ler mais